Pre Loader

Criatividade

A criatividade é, principalmente nos dias de hoje, o recurso mais precioso de que dispomos para lidar com desafios e problemas do dia-a-dia. Estar preparado para solucionar problemas de forma criativa e inovadora é uma necessidade premente.

Criar é algo inerente aos seres humanos. Estamos criando e inventando o tempo todo. Pesquisas indicam que a criatividade está diretamente relacionada à autoestima. As pessoas duvidam de seu próprio potencial, em parte, porque são ensinadas desde cedo a cumprir metas e não a desenvolver seus talentos e habilidades. E, quando se encontram em situações em que precisam usar de criatividade, titubeiam, pois a solução que usariam pode não estar dentro dos padrões socialmente ou academicamente esperados. Não somos educados para nos expressarmos. Somos educados para usarmos a razão.

Além da escola e da sociedade em geral, os pais têm papel fundamental no desenvolvimento do pensamento criativo de seus filhos. O comportamento dos pais, como a restrição ou manipulação da curiosidade dos filhos, desvalorização da fantasia e imaginação, a ênfase exagerada na divisão de papéis sexuais, entre outros contribuem de forma negativa na criatividade, bloqueando o processo.

O processo criativo, porém, reside e se alimenta das emoções, sensações, sentimentos. Muitas vezes, criamos para expressar nosso estado emocional. Portanto, a saúde mental e emocional são aspectos importantes e determinantes do ato de criar. Estudos apontam que a criatividade só se desenvolve plenamente a partir do autoconhecimento, quando a pessoa pode expressar toda a riqueza de sentimentos e emoções que a habitam.

Uma das características do pensamento criativo é a independência. Para isso, precisamos incentivar filhos/alunos a criar sempre. Além disso, são necessárias a segurança e a liberdade psicológicas.

A segurança psicológica ocorre quando o indivíduo é aceito como ele é, na sua individualidade e originalidade, sem avaliação ou críticas exteriores; quando ele é visto a partir do seu próprio ponto de vista e é compreendido.

A liberdade psicológica ocorre quando o sujeito sente que pode ser ele próprio no seu mundo mais íntimo, que pode se expressar sinceramente sem o risco de ser tolhido.

Mas, enquanto pais e professores, como podemos colaborar para o processo criativo de nossos alunos/filhos? Algumas regrinhas são muito importantes:

– Evitar críticas, que podem podar a oportunidade de desenvolver ideias criativas;

– Ensinar as crianças/adolescentes a observar a ideia do outro, mas criar suas próprias soluções;

– Procurar incentivar sempre que o aluno dê mais de uma resposta;

– Ser flexível, deixar o pensamento vagar, fazer associações;

– Ser original, ousar, usar u humor nas respostas;

– Não ter medo de errar;

– As ideias só florescem em ambientes que proporcionem conforto e segurança emocionais;

– Elogie sempre. Dê feedback positivo.

A criatividade é indispensável na prática educacional e na vida diária. Surge como possibilidade de se resgatar habilidade que permitem o avanço da espécie. Se desenvolvermos nossas habilidades criativas, seremos capazes de lidar com o futuro e as incertezas, tornando-nos aptos a criar novas formas de adaptação às novas demandas sociais. Seremos solucionadores e produtores do saber.

Por isso, a escola, a família e a sociedade não podem dispensar a criatividade como elemento de vital importância em seus objetivos e metas na formação e educação do ser humano.

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.