Pre Loader

Direito dos Pais

Pai pode dizer não sem ter que dar duzentas explicações (bastam duas ou três), quando sentir que o filho quer algo que não está dentro das suas possibilidades;

Pai pode dizer não – sem medo de errar, frustrar ou traumatizar – quando o filho estiver fazendo algo que prejudica os outros, fere a lei, a ética, a saúde, ou causa mal a qualquer ser vivo.

Pai pode ficar cansado, algumas vezes, e querer dormir, nos domingos e feriados, até um pouquinho mais tarde (tendo em vista que o filho está alimentado, sequinho e cheio de brinquedos à sua volta); não o dia todo, nem até meio-dia, apenas até recompor-se do stress do trabalho.

Pai pode dizer ao filho que não pode comer fast-food a toda hora porque faz mal, e não arredar pé de sua posição.

Pai tem o direito de namorar.

Pai tem direito de proibir sua filha pequena de usar salto alto e maquiagem.

Pai tem direito de exigir que seus filhos estudem direito, cumpram as tarefas que a escola passou e, só depois de tudo muito bem feitinho, brincar, ver TV, etc, porque sabe que estudar é fundamental e fim de papo!

Pai tem direito de conversar com os filhos sobre quaisquer assuntos que considere fundamentais para a educação e orientação de seus filhos, tais como sexualidade, estudos, drogas, etc.

Pai pode avisar o filho que não espere ganhar viagens ao exterior nem carro se passar na faculdade.

Pai tem o direito de cortar a mesada, a internet, a TV ou o que julgar mais apropriado se os filhos não estiverem cumprindo seus deveres.

Pai tem direito de estar na festa de aniversário que ele próprio organizou para o filho adolescente, porque sabe que “mico” é ter medo de filho.

Quarto de filho não é cofre, nem local de acesso proibido. Entrar no quarto de filho pode, mas bate na porta e não invade, porque ele é educado e ensina o mesmo aos filhos – mas pode entrar sim porque o quarto do filho faz parte da casa em que ele é o responsável.

Pai tem o direito de orientar sexual e moralmente os filhos, alertando-os para o que de bom ou mau pode acontecer com quem não usa a liberdade com responsabilidade.

Fonte (com adaptações): Zaury, Tania. Os direitos dos Pais. São Paulo: Record. 2004.

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.